sexta-feira, 2 de abril de 2010

Trecho de Children Teach Themselves to Read:

unschoolers' accounts of how their children taught themselves to read, por Peter Gray, professor e pesquisador de psicologia no Boston College. Começa aqui.

2. Crianças motivadas passam muito rapidamente da não-leitura à leitura fluente.

Em alguns casos, as crianças que aprendem fora da escola parecem aprender a ler de um dia para o outro. Por exemplo, Lisa W. escreveu: "O nosso segundo filho, que pensa em imagens, só aprendeu a ler aos 7 anos. Durante anos, ou conseguia compreender o que precisava saber a partir de pistas pictóricas ou, quando não conseguia, pedia ao irmão mais velho para ler. Lembro-me do dia em que começou a ler. Tinha pedido ao irmão mais velho para ler algo no computador e o irmão respondeu: "Tenho mais que fazer do que ler para ti", e virou-lhe as costas. Passado uns dias já estava a ler bastante bem."

Diane, escreveu: "A minha primeira filha não sabia ler quando fez os 5 anos em Março mas no final desse ano já sabia ler fluentemente em voz alta, sem pausas nem hesitações." E Kate relata que aos 9 anos o seu filho "aprendeu sozinho a ler" num mês. Nesse intervalo de tempo ele trabalhou deliberadamente na leitura por sua iniciativa própria e progrediu imenso, deixando de ser um leitor fraco e hesitante ele passou a ler com muita fluência, muito para além do que seria esperado numa escola normal."

Tais progressões graduais na habilidade de leitura pode ocorrer, pelo menos em parte, porque fases de aprendizagem menos óbvias tinham passado despercebido pelo observador. Karen atribui o rápido desabrochar que observou no filho a um ganho repentino de auto-confiança. Ela escreveu: "Durante o Verão passado, filho A [agora com 7 anos] deixou de esconder a sua capacidade e passou a ler capítulos de livros. Num verão! Agora, seis meses depois, ele sente-se suficientemente confiante na sua capacidade de leitura. Frequentemente dou com ele lendo em voz alta para a irmã quando me levanto de manhã. Ele até se oferece para ler para mim e para o pai. Que bom que nunca o pressionámos! "


Fonte
Será que os pais devem ter a possibilidade de educar os filhos em casa, fora do sistema de ensino regular?

Aprender em casa é algo bastante comum nos Estados Unidos mas é ilegal na Alemanha e na Suécia, onde em breve um projecto-lei vai ser apresentado ao Parlamento que tornará o ensino doméstico impossível, a menos que a criança seja incapaz de frequentar a escola.

James Coomarasamy, de Europe Today, examina estas questões em pormenor, com contribuições de:

* Michael Steininger, correspondente da BBC, que entrevista uma família que educa os filhos em casa na Alemanha

* Ostberg Bertil, Secretário de Estado da Educação da Suécia

* Graham Badman, o autor de um controverso relatório recomendando uma maior regulamentação do ensino doméstico no Reino Unido

* Peter Kowalke, dos Estados Unidos, que foi educado em casa e produziu o filme Growing Without Schooling.

* Annette Taberner, portavoz da Education Otherwise, uma instituição sem fins lucrativos que apoia as famílias que educam os filhos em casa no Reino Unido