quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Educação Familiar e a relação de socialização

Foi publicado no Washington Times um artigo sobre Educação Familiar e consequente capacidade de socialização, desmistificando algumas ideias sobre a hipotética falta de capacidade comunicativa e social causado por este tipo de ensino.
Seguem dois parágrafos do artigo.

Desde o ressurgimento do movimento "escola em casa" no final da década de 1970, os críticos da educação domiciliar têm perpetuado dois mitos. O primeiro diz respeito à capacidade dos pais para ensinarem os filhos em casa, o segundo é se as crianças educadas em casa se tornarão ser bem ajustadas socialmente.

Um novo estudo deve levar muitos críticos a repensar as suas posições sobre a questão da socialização. Os homeschoolers não só participam activamente na vida cívica mas também estão tendo sucesso em todas as esferas da vida. Muitos críticos acreditavam, e alguns pais temiam, que os jovens "educados em casa" não seriam capazes de competir no mercado de trabalho. Mas o estudo mostra home schoolers numa enorme variedade de profissões, demonstrando claramente que as famílias que optam pelo ensino domiciliar estão no caminho certo.

Podem ler o artigo completo aqui

fonte: www.aprendersemescola.blogspot.com

Sem comentários:

Enviar um comentário